Quinta-Feira | 16 de Fevereiro de 2017 | 14h56

ETERNA MEMÓRIA - FLORA GENY

(19/04/1929 – 22/12/1991)

 

Pioneira da TV, atuou em todas as emissoras

 

Nascida Eugênia Tortejada e de uma família de espanhóis de Barcelona, ela adotou o nome artístico de Flora Geny e foi uma das pioneiras da televisão brasileira, tendo começado no “TV de Vanguarda” e no “TV de Comédia”, ambos da TV Tupi.

Flora Geny se casou no início da década de 50 com o também ator Dionísio Azevedo, e com ele formou um dos casais mais queridos da televisão e do teatro. Eles ficaram casados por 40 anos até a morte prematura dela.

Ela gostava de cantar desde pequena e foi crooner de orquestras, animando bailes carnavalescos. Mas foi como atriz que se encontrou nos anos 50 quando foi trabalhar na TV Tupi, onde também nos primeiros anos ajudou a adaptar textos para os teleteatros da emissora.

Depois de alguns trabalhos na TV Tupi ela foi para a TV Excelsior no início dos anos 60, onde se transformou em uma das principais atrizes da emissora paulista. Nas Excelsior ela participou de “A Moça que Veio de Longe”; “A Outra Face de Anita”; “Aquele que Deve Voltar”; “A Grande Viagem”; “Redenção”; “Os Fantoches”; “Ninguém Crê em Mim” e “O Direito dos Filhos”.

Uma tragédia pessoal em 1969, com a morte do seu filho caçula, Noel Marcos, vitimado por um acidente, a afastou da carreira por algum tempo. Ela retornou fazendo novelas na TV Record e depois passou para a TV Cultura onde participou da primeira versão de “Meu Pedacinho de Chão”.

Flora também fez vários filmes como “O Anjo Assassino”; “Independência ou Morte”; “Sedução”; “O Dia em que o Santo Pecou”; “Cada Um Dá o Que Tem”; “A Noite das Fêmeas – Ensaio Geral”; “O Guarani” e “O Menino Arco-Íris”, seu último trabalho.

Ela trabalhou em todas as emissoras de TV, fazendo sucesso na Bandeirantes em “Pé de Vento” e “Os Imigrantes”, onde fazia par com o marido, Dionísio Azevedo, e na TV Globo onde participou de “A Patota”; “Os Gigantes” e “Pão Pão, Beijo Beijo”.

Também atuou no teatro, muitas vezes ao lado do marido, em espetáculos como “Gata em Teto de Zinco Quente” e “Vampíria”, que foi escrita pelo seu filho mais velho, o ator e dramaturgo Tacus ou Dionísio Jacob. 

A paulista Flora Geny nos deixou aos 62 anos de idade, em dezembro de 1991, vitimada por um câncer.

 

Foto 1 - Com Ivan Albuquerque na novela "Os Fantoches" da TV Excelsior

Foto 2 - Em cena com Ney Latorraca no filme "Sedução" de 1974

Foto 3 - Com Regina Duarte e Daniel Filho na novela "A Grande Viagem"

Foto 4 - A atriz em "A Outra Face de Anita", sucesso na TV Excelsior

Foto 5 - Na novela "Um Sol Maior" na TV Record

Foto 6 - No inicio da carreira na TV Tupi nos anos 50.
 

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.