Quarta-Feira | 15 de Fevereiro de 2017 | 12h33

Prepare os hashis: Sushi Chic é uma experiência inovadora de comida japonesa em casa

Pizza, comida chinesa, sanduíche. Por mais que restaurantes se aventurem em serviços de entrega, o universo de delivery parece estagnado. E tedioso. Um mar de papelão e comidas mal apresentadas, dissociadas de sabor e saúde, apenas para matar a fome. Sem ignorar a exigência de praticidade do serviço, o Sushi Chic surge como uma alternativa – com tudo para passar de um plano B num momento de pressa para um plano A de almoço ou jantar.

Explica-se: Sushi Chic foi concebido como um presente. Um chef consultor desenvolveu uma linha exclusiva de receitas, com destaque aos sushis. Inicialmente dezenas de possibilidades incluem versões tradicionais (como hossomakis de kani kama e atum, por exemplo) e gourmetizadas (caso do jô ikura, um enrolado de salmão coberto com ovas do mesmo peixe, ou de sushis de vieira, peixe prego com sal negro ou polvo ao curry, por exemplo).

Além dos bolinhos de arroz, há opções de temakis, sashimis, tirashis, acompanhamentos (caso de edamame e shiitakes) e pratos quentes (teppans e yakissobas). Com um detalhe: nada de combinados! Os boxes de entrega foram desenhados para manter a integridade dos sushis, assim como há bowls específicos para as outras receitas e embalagens funcionais para os molhos ao invés de sachês de shoyu, wasabi e tarê.

“A ideia é um produto exclusivo, fresquíssimo, artesanal e acessível”, justifica o fundador da marca, Laurent Benhamou. Para garantir que o cliente vivencie a proposta, Sushi Chic desenvolveu um serviço único. Mais do que ser vendido nas diversas plataformas online de delivery, há um staff treinado para explicar cada item do menu e aconselhar o cliente seja em relação a preferências de sabor ou quantidade de peças por pessoa, em português e em inglês, como se fosse um especialista.

Vale dizer que um design estilizado foi desenvolvido para as embalagens – boxes funcionais para uma, duas ou quatro pessoas. “A primeira coleção de receitas foi assinada por Danilo Danilo Miyabara, sushiman há 25 anos. Mas nada impede que lancemos edições limitadas com autoria de outros chefs reconhecidos. O mesmo princípio vale para as caixas: o lay-out original é elegante, mas uma vez que não são caixas para serem descartadas, podemos criar novas roupagens exclusivas”, complementa o empresário francês.

Benhamou inspirou-se num conceito de sucesso na Europa, que atravessou o Atlântico até o Canadá e os Estados Unidos. Agora, de forma original, é a vez do Brasil. Inicialmente Sushi Chic se compromete a atender a capital (centro expandido, Vila Mariana e Aclimação) em até 50 minutos, mas um plano de expansão nacional já é previsto.


11 3900-5000 www.sushichic.com.br

 

Sobre o fundador

Em dezembro de 2012, o francês Laurent Benhamou queria apenas passar alguns dias na Tailândia para escapar do frio em Marselha. Acabou em uma temporada no litoral fluminense que despertou a paixão pelo Brasil e, consequentemente, a mudança para São Paulo.

Empresário da moda, após uma pesquisa de mercado, Laurent abriu em 2014 uma loja-conceito na Alameda Lorena, nos Jardins: “Trouxe grifes francesas como Iro, Zadig & Voltaire, Vanessa Bruno. As vendas eram uma surpresa, as pessoas admiravam as araras, diziam ‘que chic!, que chic’ e um ou outro cliente comprava coleções inteiras. Um padrão imprevisível. A única garantia era ouvir: ‘chic!’ e notar o desejo de ter o que é chic”.

Daí a brincadeira com o nome da marca pioneira na gastronomia. Mais do que isso, o Sushi Chic é também uma aposta na paixão do país pela comida: “Se na França as pessoas falam de moda e querem saber sobre um novo estilista, uma nova coleção, aqui as pessoas querem saber o que você comeu, que restaurante abriu. Sushi Chic pareceu a melhor forma de conciliar minha expertise com o interesse do público, mas também de criar um nouveau chic”, justifica Laurent. A ideia está lançada!

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.