Cartão na TV - Cartão de Visita

A IMPUNIDADE MOVE A CRIMINALIDADE NO PAÍS

9 de Fevereiro de 2017

Desembargador do TJ_SP fala sobre tecnologia no judiciário e os dados da criminalidade no país

crédito: Karina Lajusticia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Neste sábado (11/02/17), às 22h45, Débora Santilli recebe o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, Edison Brandão, no Cartão de Visita.

Adepto ao uso da tecnologia nos tribunais, Brandão atua na magistratura desde os 23 anos de idade e é o responsável pela primeira videoconferência judicial brasileira, realizada na cidade de Campinas, em 1996. Durante o programa, ele relembra o fato e comenta como os outros magistrados reagiram a novidade.

- Naquela época isso chamou bastante a atenção. Criticavam bastante em um primeiro momento pelo tamanho da tela, depois fizemos em um telão imenso. Então, começaram a criticar pela falta do chamado "olhos nos olhos". Mas não tinha muito fundamento, principalmente pelo fato do sistema penal brasileiro ter uma regra clara. O réu é e será inocente até que se faça prova em contrário, ou seja, está longe de ser uma análise subjetiva, uma “impressão”. É portanto, uma análise técnica e nada serve este chamado olho no olho. Hoje, está comprovado que a videoconferência é um realidade."

Ao falar sobre os últimos acontecimentos nas cidades e nas penitenciárias brasileiras, o desembargador desvenda algumas ideias fixas a respeito do sistema prisional e aponta caminhos para uma diminuição dos crimes cometidos: "A impunidade é o motor que move a criminalidade no nosso país, mesmo assim, tem que ficar claro que não é verdade que o Brasil tem a quarta maior população carcerária do mundo, pois o que vale é a proporcionalidade entre o número de presos pelo número de habitantes. E, quando você faz esta relação, temos 307 presos por 100 mil habitantes, ou seja estamos na 32º posição entre os países que mais prendem.”

O Cartão de Visita vai ao ar aos sábados, às 22h45, com reprise aos domingos, às 8h, sintonizada pelos canais: 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 179 Sky e 134 GVT, além do 42 UHF. 

Comentários
Programa Compartilha Brasil