Segunda-Feira | 23 de Janeiro de 2017 | 18h46

Claudia Leitte é um dos destaques da quarta edição do Calendário inclusivo do Instituto Olga Kos

A cantora e outras 11 celebridades posaram para fotos ao lado de crianças com síndrome de Down que participam de projetos do Instituto

Claudia Leitte aparece na foto do mês de janeiro ao lado de Laura Wagner Kummrow, de 8 anos, que é uma das cerca de 3.000 pessoas atendidas nos projetos desenvolvidos pelo Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural (IOK). A artista compartilhou  a foto nas Redes Sociais. No Facebook, em que ela tem mais de 10 milhões de seguidores, os fãs elogiaram a atitude e nos comentários disseram que estavam orgulhosos da cantora por participar de uma causa tão nobre. Claudia Leitte escreveu no post: “Fazer parte deste projeto só me trouxe alegrias! Inclusão é entender que somos todos iguais”. 

 

A mãe de Laura, Gabriela Arantes Wagner, falou sobre a importância do encontro da filha com a estrela da música. "A Claudia Leitte superou todas as minhas expectativas. Ela foi cúmplice da Laura durante o tempo que estiveram juntas! A experiência foi tão marcante que a Laura sempre repete: "Quero tirar foto com a Claudia Leitte, mamãe! A participação de uma pessoa com tanta visibilidade só acrescenta aos projetos do IOK. Sou muito fã do trabalho do Instituto, pois a Laura tem mostrado uma melhora significativa no seu desempenho desde que começou as oficinas de artes, pois ela realmente gosta do que faz". 

O jovem Nickolas Alves Linguiti, de 10 anos, posou ao lado da jornalista Carla Vilhena. Ela falou sobre igualdade e citou a metáfora que fala de dois meninos — um alto e um baixo — que usam caixotes de tamanhos diferentes para enxergar por cima de um muro uma partida de futebol. "Isso, para mim, é igualdade. É dar condições para que todos cheguem à reta final", disse a jornalista. Ao lado do Uriel Carli Del Valle, de 8 anos, de quem ganhou muitos beijos e abraços, Maria Julia Coutinho descreveu a paz — tema do calendário 2017. "A paz é espalhar a síndrome do respeito, da tolerância, da justiça e do amor pelo mundo". 

O calendário inclusivo do Instituto Olga Kos custa R$ 20,00 e pode ser adquirido na central de vendas do Instituto pelo número (11) 3081.9300. Toda a renda é revertida para os projetos de artes e esportes do IOK. No mês de fevereiro, o destaque é a eterna garota de Ipanema, Helô Pinheiro. Depois estão o Jornalista Heródoto Barbeiro, as atrizes Cris Vianna, Eva Wilma, a jornalista Carla Vilhena, a atriz Maria Casadevall, a jornalista Maju Coutinho, o ator Ailton Graça, a atriz Karina Bacchi, o ator Carlos Casagrande e o compositor Dudu Braga, filho do cantor Roberto Carlos. 

Sobre o Instituto Olga Kos 
www.institutoolgakos.org.br 
Fundado em 2007, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural (IOK) é uma associação sem fins econômicos, com qualificação de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), que desenvolve projetos artísticos e esportivos, aprovados em leis de incentivo fiscal, para atender, prioritariamente, crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual. Além disso, parte das vagas dos projetos é destinada a pessoas sem deficiência, que se encontram em situação de vulnerabilidade social e residem em regiões próximas aos locais onde as oficinas são realizadas. O Instituto Olga Kos conta com uma equipe multidisciplinar formada por artistas plásticos, arte-educadores, psicólogos, educadores físicos, fisioterapeutas, mestres em Karate-Do e Taekwondo, profissionais multimídia e pedagogos. As oficinas de esportes buscam incentivar a prática esportiva (Karate-Do e Taekwondo), estimular o desenvolvimento mo­tor e melhorar a qualidade de vida dos participantes. Já as oficinas de artes buscam divulgar a diversidade cultural e artística de nosso país, expandir o acesso à cultura, incentivar o exercício da arte e desenvolver os canais de comuni­cação e expressão dos participantes, por meio dos programas: “Pintou a Síndrome do Respeito” e “Resgatando Cultura”. Todas estas atividades procuram garantir que a pessoa com deficiência intelectual reúna con­dições de participar de forma mais efetiva da sociedade da qual ela faz parte. Além disso, o IOK desenvolve a articulação de redes de apoio para geração de renda e inclusão no mercado de trabalho, por meio de parcerias com instituições que promovem o aprendizado de habilidades profissionais.

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.