Quarta-Feira | 9 de Novembro de 2016 | 15h5

São Paulo recebe exposição que aborda a licantropia



Sempre fiel ao seu conceito de arte, a Galeria Arte Aplicada apresenta as
obras de Sérgio Lopes, inspiradas em estudos psiquiátricos




Pela primeira vez em São Paulo, a exposição é composta por duas telas e oito
desenhos, em técnica mista. Faz parte do trabalho que Sergio Lopes
desenvolveu, tendo como pano de fundo a licantropia (distúrbio onde o
indivíduo pensa ser ou ter sido transformado em qualquer animal).



Sergio Lopes desenvolveu uma série de desenhos a partir de pesquisas, que
seriam anotações de um psiquiatra durante as sessões com seus pacientes.
Registros que foram encontrados em algum sebo, antiquário ou até mesmo em um
antigo hospital.



Esses achados foram chamados de Registros Antropomórficos, porque sempre
expressavam uma mescla entre pessoas e animais. A partir desta pesquisa, o
artista criou desenhos em papel, tratado especialmente para ficar amarelado,
pingado, marcado, com cara de antigo, mas com a sensação de ter sido
encontrado agora.



“Esta é uma interessante exposição. A diversidade é o que a arte brasileira
tem de melhor e esse, também, sempre foi o nosso olhar”, comenta a curadora
Sabina de Libman.

Sobre o artista: Sergio Lopes nasceu em Caxias do Sul (RS), em 1965. É
formado em educação artística na Universidade de Caxias do Sul, onde leciona
desenho, pintura e laboratório de criatividade nos cursos de arte e moda.



Já expôs no Brasil e no exterior. Uma de suas obras, exibida no Museu de
Arte do Rio Grande do Sul, denominada "Imagens Apropriadas", faz uma leitura
contemporânea de pinturas do Renascimento Italiano.



Serviço
Galeria Arte Aplicada

De 5 a 19 de novembro

Segunda à sexta

Rua Haddock Lobo, 1406

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.