Terça-Feira | 11 de Outubro de 2016 | 19h24

Entrevista com primo de Marcos Falcon

Na integra, nossa repórter Jennifer de Paula entrevista o candidato a vereador Regis Filho, primo do também ex-candidato a vereador e presidente da escola de samba Portela, Marcos Falcon. 

Na entrevista, Regis conta sobre o assassinato do primo, a ligação entre eles e os riscos de ser um candidato político no Rio de Janeiro
 
JENNIFER DE PAULA: Qual era seu vinculo com o Falcon?

REGIS FILHO: O Falcon foi um grande primo, eu admirava muito ele. Fomos nascidos e criados na mesma vila, uma vila pequena, familiar no bairro de Madureira. Ele foi uma pessoa muito especial.

JENNIFER DE PAULA: Os dois sendo candidatos a vereador, não existia nenhum tipo de rivalidade?

REGIS FILHO: De forma alguma. Sabemos que a camara de vereadores tem tem 51 vereadores, alem disso tínhamos parcerias e projetos juntos. Familia NE!? Primos ajudando um ao outro. Combinamos ate de fazer uma dobradinha. Falcon sempre me ajudou muito.

JENNIFER DE PAULA: Você teria algum palpite do que possa ter ocasionado a morte brutal dele?

REGIS FILHO:  Existem diversas hipóteses e eu confio plenamente na delegacia de homicideos. O Falcon sempre foi um policial honesto, uma pessoa condecorada e admirado por muitos. Creio que ele deve ter muitos inimigos mas existem ‘N’ motivações e situações que possam ser levantadas: política, policiais etc.  Mas sinceramente não faço idéia.

JENNIFER DE PAULA: Você como advogado e candidato esta participando das investigações?

REGIS FILHO:  Sabemos que a vida de um candidato é muito corrida e intensa, são muitas reuniões, palestras e outras varias coisas para fazer. Como advogado eu tenho inúmeros processos judiciais . A nível de trabalho eu deixo para a delegacia de homicideos para terminar o inquérito policial. Mas com relação a família e o lado pessoal eu tenho me empenhado muito em ajudar extra-oficialmente como parente e amigo, mas jamais como um fiscal da lei.

JENNIFER DE PAULA: Tem alguma novidade sobre o inquérito que você possa nos contar?

REGIS FILHO: Eu acredito que a pericia da policia funciona perfeitamente e creio que quando a mesma estiver concluída vamos desvendar esse grande mistério. Existem inúmeras correntes mas no momento são apenas especulações. Ninguém ate o momento chegou a uma conclusão.

JENNIFER DE PAULA: Ou seja, tem a real possibilidade da morte dele ter sido ocasionada pelo meio político, são 14 assassinatos só no Rio de Janeiro, tirando o caso de Goiás que teve repercussão internacional. Gostaria de saber se você não tem medo, se hoje em dia se candidatar não esta se tornando uma coisa perigosa.

REGIS FILHO: O risco realmente existe para os políticos e candidatos a políticos, é um conflito de interesses e poder e acabamos criando muitos inimigos. Porem a partir do momento em que estamos interessados em lutar por algo estamos dispostos a sofrer as conseqüências. Sou pai e é claro que tenho receio do pior acontecer mas estou disposto a lutar por nossos ideais.


JENNIFER DE PAULA: A maioria dos assassinatos é de candidatos a vereadores. Eu gostaria de saber qual  o poder dado a um vereador para ter toda essa disputa para ocupar esse cargo.

REGIS FILHO: A camara dos vereadores tem o poder de fiscaliza o prefeito, de legislar sobre as questões municipais e locais e direcionar os gastos públicos.
As pessoas que não estão preparadas para o cargo não sabem suas atribuições, funções e isso acaba gerando uma disputa pessoal, não política. É exatamente isso que esta ocasionando essa quantidade de homicídios que estamos vendo. A política atual tem que mudar, pessoal despreparadas querem ganhar um salário de 15 mil reais e podem acabar assumindo o poder.

JENNIFER DE PAULA: Como vai ficar a Portela? Você pretende ocupar um cargo na escola?

REGIS FILHO: Não pretendo e nunca pretendi  ocupar um cargo na escola, trabalho demais e não me sobra tempo nem energia para poder entrar nesse ramo samba. Era por isso que eu admirava tanto o meu primo, ele foi um grade gestor e vai fazer muita falta para a família portelense.

JENNIFER DE PAULA: Como vai ficar o carnaval do ano que vem sem o Falcon? Você esta por dentro do que esta acontecendo  nas Portela?

REGIS FILHO: Falcon era uma peça fundamental para a escola e ele tinha todo um planejamento. A escola teve essa grande perda e ainda não esta nada definido para o próximo carnaval depois da morte do presidente. 
 
 
Diretor e jornalista: Fabiano de Abreu
Repórter apresentador: Jennifer de Paula 
Cinegrafista e produtor: Rolmir Eugênio
Fotografia: Jayro Cerqueira
Jornalista assistente: Jennifer de Paula
comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.