Quinta-Feira | 1 de Setembro de 2016 | 23h32

É POSSÍVEL APRENDER O BALÉ CLÁSSICO DEPOIS DE ADULTO De acordo com o Estúdio Anacã, espaço que já t

Está enganado quem acredita que o balé clássico é uma dança que só pode ser iniciada quando somos crianças. Se o propósito for a formação profissional, isso talvez faça diferença, mas se o objetivo for outro, a modalidade pode ser usufruída por quaisquer pessoas. “Aqui não existe competição e a técnica é adquirida aos poucos, de acordo com o ritmo de cada pessoa. Temos alunas de 25 a 60 anos, que são exemplos de que a modalidade pode ser praticada depois de adulto, e que não há limitação de idade. Sem a obrigação do profissionalismo as aulas ficam mais leves e cada um pode progredir no seu próprio tempo”, explica Giovana Puoli, professora do Estúdio Anacã, espaço que reúne mais de 30 modalidades e que leva os benefícios que a dança oferece a mais de mil mulheres.

O balé clássico utiliza alguns princípios básicos, como alinhamento postural, verticalidade corporal, disciplina, leveza, harmonia e simetria. São muitas as melhorias para o corpo, como a correção postural e o desenvolvimento do tônus muscular, por exemplo. Mas ainda há outros benefícios para a mente como a melhora da memória para acompanhar os passos e o aumento da autoestima. Joana Munne, 45, é aluna há quatro anos e tem a prática como uma religião. “Além de todos os benefícios físicos que ajudam muito na qualidade de vida para uma mulher da minha idade, sinto uma paz interior gigantesca. Estar no Estúdio Anacã é como estar em um templo onde sinto uma felicidade interna muito grande”, conta.

A professora Giovana Puoli ressalta que cada vez mais adultos estão iniciando ou voltando a praticar o balé e encontram nele uma atividade física que não é só eficiente, mas também prazerosa. “Para eles o foco é a dança e nós desejamos que, com erros ou com acertos, eles experimentem a felicidade que é dançar”, diz. A aluna Lia Brusky, 46, não encontrou esse cuidado em outras academias. “Não somos mais crianças e necessitamos de uma adaptação da aula. Isso nos traz bem-estar físico e mental, aliado aos benefícios de realizar uma atividade física. Quero praticar o balé para sempre”, finaliza.

Sobre o Anacã

Idealizado em 2010, o Estúdio Anacã, que trabalha modalidades em benefício ao corpo, tem à frente os sócios Ana Maria Diniz, Leandro Sampaulo e Helô Gouvêa - criadora do Walk Dance - é o primeiro estúdio de dança a oferecer o plano Free Pass, onde o aluno pode participar de mais das 30 modalidades oferecidas, sem ter que pagar a mais por isso. O Estúdio possui duas unidades na cidade de São Paulo, uma no Jardins e outra no bairro de Pinheiros. Mais informações: www.estudioanaca.com.br

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.