Terça-Feira | 17 de Maio de 2016 | 17h35

TJ Sustentável 2016

  

Divulgação TJSP

O Tribunal de Justiça de São Paulo lançou, no dia 12 de abril, o projeto TJ Sustentável 2016, que prevê uma competição saudável entre os fóruns do Judiciário pelo consumo consciente de água, energia elétrica, telefonia e copos descartáveis. Trata-se da continuação do projeto-piloto lançado em 2015, que teve a participação de 12 prédios no Estado e apresentou excelentes resultados.

A edição deste ano traz uma novidade: a participação de todas as comarcas do Estado e, na Capital, dos prédios dos fóruns centrais e regionais.

Envolve um jogo virtual onde cada fórum participante terá uma “árvore” (www.tjsp.jus.br/tjsustentavel), que fica mais frondosa conforme os resultados de economia obtidos. Ao final da competição (em dezembro), o prédio que mais economizou receberá o “Selo Verde” e haverá sorteio de bicicletas entre os servidores dos três fóruns melhor classificados.

Para auxiliar no cumprimento desse objetivo comum, o comitê do projeto promove, além do jogo virtual, campanha que envolve distribuição de peças de comunicação, veiculação de dicas de economia e palestras de conscientização. A ideia é mobilizar todos os servidores e magistrados do Judiciário em busca de racionalização na utilização dos recursos naturais, como explica o juiz Mario Sérgio. “A iniciativa envolve uma mudança de consciência das pessoas em relação à questão da sustentabilidade a fim de evitar desperdícios e usar melhor os recursos naturais, que são tão escassos.”

No projeto-piloto realizado no ano passado, somando-se os resultados de todas as unidades, o Judiciário paulista economizou 9.786 m³ de água, 267.473 kWh de energia, R$ 22.835,12 em contas de telefone e 641.500 copos descartáveis. A expectativa, com a edição deste ano, é conscientizar ainda mais as pessoas envolvidas e aumentar a economia de bens públicos.

Fonte: Comunicação Social TJSP

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.