Terça-Feira | 26 de Abril de 2016 | 9h41

Agrishow 2016 deve gerar 1,9 bilhão em negócios

A 23ª AGRISHOW – Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, presidida por Fábio de Salles Meirelles, que também é presidente da FAESP/SENAR, foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (25/04), na cidade de Ribeirão Preto-SP. Segundo Meirelles, o agronegócio, assim como para a economia de forma geral, o pior cenário é o desacerto que tem marcado o setor público. “Entre outros prejuízos, essa situação compromete os planos de investimento, afetando a continuidade do crescimento do setor. Entretanto, em razão do potencial sólido do agronegócio, acreditamos que, após a superação deste momento turbulento, teremos condições de retomar o forte ritmo de expansão dos últimos anos. Esperamos que o campo em 2016 continue a crescer com pleno êxito, mantendo-se assim, como um forte sustentáculo da economia nacional”, destacou o presidente.

Abertura oficial da Agrishow 2016
Foto: Guilherme Bordini

A cerimônia de abertura contou com a presença de várias autoridades como o Governador do Estado de SP, Geraldo Alckmin; o Ministro de Defesa, Aldo Rebelo; o Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de SP, Arnaldo Jardim; a prefeita de Ribeirão Preto, Darcy Vera; o Deputado Federal Jerônimo Goergen – Presidente da Frente Parlamentar da Indústria de Máquinas e Equipamentos e Coordenador da Frente Parlamentar da Agropecuária; Consul da Colômbia e do Egito e o embaixador da Tailândia; além de militares e diversos outros deputados e prefeitos.

Apesar do atual momento político e econômico, a Agrishow 2016 espera mais de 160 mil visitantes de mais de 70 países e pretende gerar aproximadamente 1,9 bilhão em negócios, igualando com a marca do ano passado.

Antes mesmo da cerimônia oficial de uma das principais feiras agropecuárias do Mundo, foi realizada uma coletiva de imprensa com a presença dos executivos: Fábio Meirelles; Carlos Pastoriza, presidente da ABIMAQ; Francisco Maturro, vice-presidente da ABAG; David Roquettti, diretor executivo da ANDA; Gustavo Junqueira, Presidente da SRB; Maurílio Biaggi Filho, presidente de honra da Agrishow; José Danghesi, diretor da Agrishow; e João Martins, presidente da CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil.

De acordo com Fábio Meirelles, o cenário econômico e político atual é conturbado, mas a agropecuária brasileira tem condições de atravessar esse momento. "O agronegócio e os produtores rurais têm feito a sua parte. O governo precisa olhar para a agricultura com mais atenção, pois nós somos um dos poucos setores que apresentam ainda superávit. Quero destacar também a evolução do setor da agroindústria. Hoje temos condições de atender todo o abastecimento interno, alimentando mais de 204 milhões de brasileiros, além de atender um grande mercado externo”, destacou.

Fábio Meirelles, presidente da Agrishow
Foto: Guilherme Bordini

Meirelles aproveitou também o momento para destacar o trabalho que o SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – tem obtido para o Estado de SP. “Aprimoramos a mão de obra técnica através de ensinos no campos e alfabetizamos milhares de pessoas ligadas ao campo, o que permite melhorar a qualidade da agroindústria paulista”, explica o presidente, que garantiu que o plano Safra 2016/2017 está bem encaminhado.

Para Geraldo Alckmin, as perspectivas do setor agrícola no Estado de SP são as melhores. “A 23ª Agrishow é um exemplo de sucesso, pois é esse setor quem está segurando a economia no Brasil. Estamos passando pela maior recessão dos últimos 80 anos. É uma coisa já mais vista, e é o agronegócio que está conseguindo segurar o emprego. O agronegócio é um setor campeão, em termos de competitividade. Temos que somarmos os esforços para o Brasil possa realizar o seu grande destino”, afirma.

Para o ministro da Defesa, Aldo Rebelo a agricultura e a pecuária são fundamentais para geração de empregos. “Nesses dias difíceis, são esses setores quem respondem e carregam nas costas o Brasil e fazem com que o agronegócio seja o único segmento, além do aeroviário com superávit. São eles responsáveis por uma democratização na mesa com a redução do preço da cesta básica e dos alimentos a uma escala que tornou acessível o grão e a proteína na mesa dos pobres”, afirma. “Apesar do cenário atual, o mais difícil foi feito lá traz com os primeiros passos na plantação das sementes e na criação do gado. Foi complicado iniciar uma indústria de máquinas. Esses foram os períodos mais difíceis. As dificuldades de hoje, podemos superar, com o mesmo espirito, consciência e persistência”, finaliza.

Premiações

Durante a cerimônia de abertura, foram feitas algumas homenagens a grandes nomes do setor do agronegócio brasileiro. Entre os premiados estavam três empresas tradicionais e que completam 50/70/80 anos, respectivamente, Marchesan, Jumil e K.O. Também foi anunciado os ganhadores do Prêmio Gerdau e a homenagem da personalidade Agrishow 2016 conhecido como Prêmio “Hors Concours” Brasil Agrociência para Eliseu Roberto de Andrade Alves, pesquisador da Embrapa, nas áreas de inovação, pobreza rural, política agrícola, irrigação, construção e desenvolvimento de instituições, por sua contribuição para o desenvolvimento do agronegócio. O prêmio foi entregue por Fábio Meirelles, já a homenagem da Agrishow foi entregue pelo presidente de honra da Agrishow, Maurilio Biagi Filho.

Fábio Meirelles entrega o cheque de R$ 30.000,00 ao pesquisador Eliseu Roberto de Andrade Alves
Foto: Guilherme Bordini

A premiação Brasil Agrociência foi lançada na Agrishow 2014 e visa incentivar cientistas e pesquisadores, profissionais que já demonstraram competência para a construção de uma inovadora base científica e tecnológica de produção agropecuária no mundo tropical e subtropical. Consultor do Banco Mundial e da FAO - Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, Alves é referência no Brasil e no exterior em pesquisa agropecuária.

A Agrishow 2016 vai até o dia 29 de abril é uma idealização das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, a feira é organizada pela Informa Exhibitions, integrante do Grupo Informa, um dos maiores promotores de feiras, conferências e treinamento do mundo com capital aberto

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.