Sábado | 28 de Novembro de 2015 | 15h13

Sesc Campo Limpo apresenta mostra de cinema comemorativa dos 80 anos de Woody Allen

Em dezembro comemora-se os 80 anos de um dos maiores nomes da sétima arte mundial contemporânea e, para celebrar, o Sesc Campo Limpo apresenta a Mostra Woody Allen 80. Em 1º de dezembro (terça, às 20h), exatamente a data do aniversário do cineasta, a programação de cinema inicia com a exibição gratuita do filme Woody Allen - Um Documentário, dirigido por Robert B. Weide.

O documentário sobre o cineasta, que também é ator, comediante, escritor e músico, marcou a primeira vez em que ele permitiu que sua vida e processo criativo fossem registrados em câmera, reunindo depoimentos de importantes nomes da sétima arte como Antonio Banderas, Josh Brolin, Penélope Cruz, John Cusack, Larry David e Scarlett Johansson. Ao longo do mês a programação conta com sucessos da carreira de Allen: Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (8/12) - vencedor do Oscar de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro e Melhor Atriz -, A Rosa Púrpura do Cairo (15/12) - indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original -, Ponto Final: Match Point (22/12) - indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original - e Meia-Noite em Paris (29/12) - vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original. As sessões são gratuitas e sempre às terças-feiras, às 20h.

 

Um dos mais prolíficos e importantes cineastas em atividade, Woody Allen é responsável por alguns dos grandes filmes da era moderna, sendo considerado um reinventor da comédia no cinema. Mantendo sempre o total controle sobre suas obras, ele escreve, dirige e, muitas vezes, atua nos filmes que faz. Atualmente ostenta o título de recordista de indicações ao Oscar de Melhor Roteiro Original.

 

Outras exibições

 

O Sesc Campo Limpo apresenta ainda o lançamento do documentário Epifania (10/12, às 19h30), acompanhado por bate-papo e pocket show, que registra as memórias de Sebastião Clarindo Biano, integrante mais antigo da Banda de Pífanos de Caruaru. E para a criançada, o projeto Baguncine acontece sempre às quartas-feiras, às 19h. Serão exibidos, respectivamente nos dias 2, 9, 16, 23 e 30/12, os filmes Iep!O Menino da FlorestaO Pequeno PríncipeO Grinch e Harry Potter e a Pedra Filosofal

 

Programação de cinema – Dezembro

 

WOODY ALLEN 80: Mostra comemorativa aos 80 anos de um dos maiores cineastas de nosso tempo.

 

Woody Allen - Um Documentário

Documentário sobre o cineasta, ator, comediante, escritor e músico Woody Allen, que pela primeira vez permitiu que sua vida e processo criativo fossem registrados em câmera. O diretor nomeado ao Oscar e ganhador do Emmy, Robert B. Weide, seguiu Allen durante um ano e meio para criar a sua biografia definitiva em filme, abordando vários momentos de sua carreira. Com depoimentos de importantes nomes da sétima arte como Antonio Banderas, Josh Brolin, Penélope Cruz, John Cusack, Larry David e Scarlett Johansson.  (Woody Allen: A Documentary. Dir.: Robert B. Weide, 2012, EUA, 113min)

Não recomendado para menores de 12. Grátis.

01/12. Terça, às 20h

 

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

Alvy Singer (Allen) é um dos comediantes mais brilhantes de Nova Iorque, mas quando trata-se de amor, sua atuação deixa a desejar. Um intelectual quarentão divorciado duas vezes, neurótico e extremamente pessimista sobre o mundo à sua volta ele é apresentado por seu melhor amigo, Rob (Tony Roberts), à adorável cantora de clubes noturnos Annie Hall (Diane Keaton). Apesar de suas diferenças Alvy se apaixona por Annie, mas suas próprias inseguranças conseguem sabotar o relacionamento, forçando a deixá-lo por uma nova vida em outra cidade. Alvy então passa a analisar os altos e baixos do relacionamento, refletindo sobre o que o levou a gostar de Amy, assim como sua infância, formação, e seus relacionamentos anteriores. O que deu errado? Considerado o “filme revelação de Woody Allen” (Time Magazine), “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” desbancou “Guerra nas Estrelas” no Oscar de 1977 e o estabeleceu como um cineasta de destaque. Considerado por muitos críticos como a obra-prima do diretor, confirmou que ele havia “completado a jornada de cômico a humorístico, de cineasta inventivo a arista criativo” (Saturday Review). “Contendo mais sagacidade intelectual e referências culturais que qualquer outra película ganhadora do Oscar de melhor filme” (Roger Ebert), o longa inaugurou uma nova forma de fazer comédia, influenciando gerações de criadores no cinema e TV, onde até hoje é uma referência. Vencedor do Oscar de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro e Melhor Atriz. (Annie Hall. Dir.: Woody Allen, EUA, 1977, 93min)

Não recomendado para menores de 14. Grátis.

08/12. Terça, às 20h

 

A Rosa Púrpura do Cairo

Durante a Grande Depressão americana, a solitária garçonete Cecilia (Mia Farrow) é perdidamente viciada em filmes, hobby que usa como um escape para sua vida ordinária. Cativada por seu mais novo favorito, A Rosa Púrpura do Cairo, ao qual assiste repetidas vezes, Cecília é surpreendida quando o astro principal Tom Baxter (Jeff Daniels) repentinamente sai da tela para conhecê-la. Encantada por seu charme, Cecilia se apaixona por ele, mas ele não é real. Será que ele retornará para terminar o filme, ou decidirá ficar no mundo real? “Um dos melhores filmes sobre cinema jamais realizados" (Time Magazine) “A Rosa Púrpura do Cairo” se funde através da lente das convenções cinematográficas para criar uma fábula mágica e cômica sobre vida, amor, ilusão e esperança. Um Woody Allen (diretor) "criativo e sensível, capturando a magia do cinema" (Screen International) em toda sua glória. Indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original. (The Purple Rose of Cairo. Dir.: Woody Allen, EUA, 1985, 84min)

Não recomendado para menores de 12. Grátis.

15/12. Terça, às 20h

 

Ponto Final: Match Point

O instrutor de tênis Chris (Jonathan Rhys Meyers) é uma espécie de alpinista social que, em seu casamento com a milionária Chloe (Emily Mortimer), encontra o desejado conforto e prestígio na sociedade. Mas é a paixão que fala mais alto e o atrai à sensual Nola (Scarlett Johansson), justamente a namorada de seu amigo e cunhado Tom. Um thriller intenso e cheio de suspense sobre ambição, a sedução da riqueza, sexo, crime - e o mais importante: o enorme papel que a sorte tem em nossas vidas. Aos 66 anos de idade, Woody Allen surpreendeu o mundo quando lançou em 2001 a obra-prima “Match Point”, o seu 35º longa-metragem e um dos pontos mais altos de sua carreira como cineasta. Com conteúdo explicitamente inspirado no clássico romance russo “Crime e Castigo” (Prestuplênie i nakazánie, 1866), de Dostoiévski, que já havia baseado o seu filme “Crimes e Pecados” (Crimes and Misdemeanors, 1989), e viria a ser explorado novamente em “O Sonho de Cassandra” (Cassandra’s Dream, 2007) e em seu mais recente filme “O Homem Irracional” (Irrational Man, 2015), “Ponto Final” é o primeiro filme de Woody Allen inteiramente produzido fora dos Estados Unidos. O longa inaugura a trilogia apelidada de fase inglesa, que teve sequência com “Scoop: O Grande Furo” (Scoop, 2006) e “O Sonho de Cassandra”. Indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original. (Match Point. Dir.: Woody Allen, Grã Bretanha/Rússia/Irlanda/Luxemburgo/ EUA, 2005, 124min)

Não recomendado para menores de 14. Grátis.

22/12. Terça, às 20h

 

Meia-Noite em Paris

Gil (Owen Wilson) sempre idolatrou os grandes escritores americanos e sonhou ser como eles. A vida o levou a trabalhar como roteirista em Hollywood, o que fez com que fosse muito bem remunerado, mas também lhe rendeu uma boa dose de frustração por nunca ter conseguido terminar o seu primeiro romance. Agora ele está prestes a ir para Paris ao lado de sua noiva, Inez (Rachel McAdams), e dos pais dela, John (Kurt Fuller) e Helen (Mimi Kennedy). John irá à cidade para fechar um grande negócio e não se preocupa nem um pouco em esconder sua desaprovação pelo futuro genro. Estar em Paris faz com que Gil volte a se questionar sobre os rumos de sua vida, desencadeando o velho sonho de se tornar um escritor reconhecido. Ele se apaixona pela cidade e numa caminhada solitária à meia-noite descobre o que pode ser finalmente a fonte de inspiração que lhe faltava, mas se aproximar do coração de Paris pode afastá-lo da mulher com a qual está prestes a se casar. Este filme “maravilhosamente romântico” (The New York times) explicita a grande ilusão humana de que uma vida diferente da que se tem é sempre muito melhor. Ao mesmo tempo, Allen aproveita para fazer uma homenagem à história da arte ocidental e aos seus grandes nomes. “Meia-Noite em Paris” é até agora o maior sucesso comercial da carreira do diretor. Vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original.  (Midnight in Paris. Dir.: Woody Allen, Espanha/EUA/França, 2011, 94min)

Não recomendado para menores de 10. Grátis.

29/12. Terça, às 20h

 

CURTA-METRAGEM

 

Epifania - lançamento do curta-metragem, bate-papo e pocket show

Epifania é um documentário de 15 minutos que traz à tona as memórias de Sebastião Clarindo Biano, integrante mais antigo e atuante da Banda de Pífanos de Caruaru, grupo musical composto pela família Biano. A história de Sebastião e a Banda vão desde o Grammy Latino a parcerias com Gil e Caetano e a grande seca de 30 até a periferia da cidade de são Paulo. O filme é uma realização do CineBecos, coletivo de audiovisual da Zona Sul de São Paulo. Biano, fundador e último remanescente da formação original da Banda de Pífanos de Caruaru, é um dos maiores representantes da cultura popular brasileira. Aos 96 anos, esbanja vitalidade e paixão pela música – “o dom melhor que Deus me deu”.  A exibição do filme será seguida por um bate-papo com o próprio Sebastião Biano, que também fará um pocket show. Realização: CineBecos. Direção: Rogério Pixote. Produção e pesquisa: Luciana Dias. Fotografia: Fernando Solidade Soares e Tally Campos. Assistente de câmera: Caiã Tateishi.  (Dir.: Rogério Pixote. Bra, 2015, 15min)

Livre. Grátis.

10/12. Quinta, às 19h30

 

BAGUNCINE: Filmes infantis pra divertir as crianças e toda a família.

 

Iep!

A animação conta a história de Dôrinha, uma menina que tem asas, em vez de braços. Ela é encontrada na mata por Warre, um estudioso das aves, que a leva para sua casa. Ele e sua esposa Tine, que não têm filhos, decidem criá-la como uma menina comum. Mas Dôrinha não é uma garota comum e quer voar para o Sul com os outros pássaros. Então começa uma longa e emocionante aventura.  (Dir.: Rita Horst, Bélgica/Holanda, 2010, 82min)

Livre. Grátis.

02/12. Quarta, às 19h

 

O Menino da Floresta

Animação. No coração de uma grande floresta, habitada por animais e espíritos, vive um jovem selvagem de dez anos. Seu pai - um bronco caçador e comedor de carne fresca - sempre lhe disse que o mundo acabava nos limites da floresta. Um dia, porém, para salvar seu pai ferido, o garoto se aventura além da mata e chega a uma aldeia vizinha, onde descobre que existem mais pessoas como ele no mundo, e o real significado do amor. (Le Jour des Corneilles. Dir.: Jean-Christophe Dessaint, França/Bélgica/Luxemburgo/Canadá, 2012, 96min)

Livre. Grátis.

09/12. Quarta, às 19h

 

O Pequeno Príncipe

Primeira adaptação animada em longa-metragem da obra-prima literária de Antoine de Saint-Exupéry, “O Pequeno Príncipe”.  No centro de tudo está A Pequena Garota, que está sendo preparada por sua mãe para o mundo adulto no qual vivem, e é interrompida por seu excêntrico e amável vizinho, O Aviador, que apresenta sua nova amiga a um mundo extraordinário no qual tudo é possível. Um mundo ao qual ele mesmo foi apresentado há muito tempo pelo Pequeno Príncipe. É aí que começa a jornada mágica e emocionante da Pequena Garota pela sua própria imaginação, e pelo universo do Pequeno Príncipe. E é onde A Pequena Garota redescobre sua infância e aprende que o que importa são as relações humanas e o que é realmente essencial somente pode ser visto com o coração. Do mesmo diretor de Kung Fu Panda.  (The Little Prince. Dir.: Mark Osborne, França, 2015, 94min) Livre. Grátis.

16/12. Quarta, às 19h

 

O Grinch

Dentro de um floco de neve existe a terra mágica de Quemlândia, onde habitam os Quem. Todos os Quem amam o Natal, porém logo na fronteira de sua adorada cidade vive o Grinch (Jim Carrey), uma criatura que odeia o Natal e planeja estragar a festa. Uma pequena criança, Cindy, decide ficar sua amiga e apresentá-lo à beleza do Natal.  Esta fábula de Natal baseada no livro Como o Grinch Roubou o Natal, do popular autor infantil Dr. Seuss, questiona por meio da comédia o real significado das celebrações natalinas. Dirigido pelo ganhador do Oscar, Ron Howard (Uma Mente BrilhanteO Código Da VinciCocoonWillon - Na Terra da Magia). Vencedor do Oscar de Melhor Maquiagem.  (How the Grinch Stole Christimas. Dir.: Ron Howard, EUA/Alemanha, 2000, 104min)

Livre. Grátis.

23/12. Quarta, às 19h

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

A história de Harry Potter, um menino órfão de 11 anos de idade que vive em condições difíceis na casa de seus tios, e descobre que na verdade é um bruxo ao receber um convite para se matricular na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Harry (Daniel Radcliffe) é levado de sua vida comum por Hagrid (Robbie Coltrane), o zelador da escola, onde descobre um mundo de fantasia. Ao lado de seus novos amigos Rony (Rupert Grint) e Hermione (Emma Watson) Harry vive grandes aventuras e descobre que o mundo dos bruxos é mais perigoso do que ele imaginava.  “Harry Potter e a Pedra Filosofal” é o primeiro filme baseado na série de livros mais vendida da história, da autora britânica J. K. Rowling. Do mesmo diretor de "Esqueceram de Mim", "O Homem Bicentenário" e "Percy Jackson e o Ladrão de Raios". Indicado ao Oscar de Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora. (Harry Potter and the Sorcerer's Stone. Dir.: Chris Columbus, Grã Bretanha, 2001, 152min)

Livre. Grátis.

30/12. Quarta, às 19h

 

 

SERVIÇO

 

Sesc Campo Limpo

Horário da Unidade: Terça a sábado, das 13h às 22h. Domingos, das 11h às 20h.

Endereço: Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120.

Campo Limpo – São Paulo/SP

Tel.: (11) 5510-2700

sescsp.org.br/campolimpo

facebook.com/sesccampolimpo | twitter.com/sesccampolimpo

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.