Terça-Feira | 22 de Setembro de 2015 | 18h21

Exposição Acessível conta com descrição de obras

Exposição Acessível conta com descrição de obras, fotografias e objetos para que pessoas com deficiência visual também possam curtir a mostra

Começa nessa sexta-feira, dia 18 de setembro, a exposição “Lentes da memória: a descoberta da fotografia de Alberto de Sampaio (1888-1930)”.  A mostra traz obras de um acervo que ficou guardado por quase um século. Em cartaz até 01 de novembro, no Instituto Tomie Ohtake, a mostra foi organizada pela curadora Adriana Maria Martins Pereira, e está acessível às pessoas com deficiência visual. Os visitantes cegos ou com baixa visão podem contar com audiodescrição ao vivo, feita por profissionais da empresa Cinema Falado Produções; e também com ferramentas tecnológicas como Pentop e o recém-lançado AudiFoto (desenvolvedor Ian Carvalho/Comercialização Fundação Dorina), um aplicativo gratuito que em contato com sensores ativa a descrição no tablet ou smarphone do usuário, ambos da Fundação Dorina. Quem quiser conferir, entre no sitewww.albertodesampaio.com.br e tenha mais informações. Ele também tem a descrição das imagens! Lá no Tomie Ohtake, a entrada é gratuita.

Nome da obra: Ipanema
Legenda original: Praia do Arpoador com pedra à direita, já destruída
Negativo de vidro, 8 x 11 cm / 1907

Descrição: Fotografia horizontam em preto e branco. Foto da Praia do Arpoador em dia de sol e mar calmo. A câmera está no canto esquerdo da praia junto as pedras. Aponta para o outro extremo, permitindo a visão quase completa da enseada formada pelas praias do Arpoador, Ipanema e Leblon. Na parte de baixo da imagem há uma faixa de areia clara. Em primeiro plano, no lado esquerdo, há uma grande pedra que brota da areia junto a água. Ao lado da pedra está um homem, que é cerca de 10 vezes menor em altura. Uma série de fissuras e cortes retos indicam que a pedra foi quebrada. O homem caminha na direção ao mar. Carrega uma rede de pescar nas costas, o que tapa boa parte do corpo. Veste camisa regata listrada e chapéu branco de aba curta. O homem pisa na base desta grande pedra, que é plana e próxima da arrebentação.  A praia é bastante rústica, com vegetação rasteira e apenas algumas construções ao longe. Ao fundo está parte de Floresta da Tijuca. Também se avistam o Morro Dois Irmãos e mais ao fundo a Pedra da Gávea. Fim da Descrição. 

Descrição assinada por: Cinema Falado Produções / Coordenação Graciela Pozzobon.

 

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.