Sexta-Feira | 21 de Agosto de 2015 | 15h26

Móvel certo no espaço certo. Como escolher?

Uma das maiores dúvidas das pessoas que estão de casa nova é: qual o primeiro passo a ser dado na hora de decorar? Seja em um ambiente grande ou pequeno, começar do zero é sempre uma situação que exige bastante planejamento e conhecimento.

 
 

Para aquelas pessoas que estão nesta fase, mas não sabem por onde começar, o designer de interiores Moreno, do escritório Moreno Interiores, dá algumas dicas importantes na hora da escolha dos móveis ideais para o projeto. “Primeiro é necessário que as pessoas apostem no designer de interiores. O trabalho deste profissional vai muito além da escolha dos móveis, pois está sempre vinculado a toda a estruturação do imóvel”, explica.

 

Desta forma, o profissional desenvolverá toda a estruturação arquitetônica estética que começa logo na entrega das chaves para os proprietários. Detalhes de alvenaria, projeto luminotécnico, projeto de marcenaria e outras ações fazem parte deste importante processo inicial. Feito isso, chegou a hora de decorar.

 

Segundo Moreno, a principal dúvida dos clientes quem o procuram é: “Onde vou guardar todas as minhas roupas e sapatos?”. Antes mesmo da inspiração chegar o mais importante é verificar as medidas corretas do ambiente que deseja decorar. Além disso, temos que levantar as verdadeiras necessidades para esse ambiente, fazendo algumas perguntas para quem de fato irá usar”, explica.

 

Questões como “Quantas pessoas irão utilizar o ambiente?”; “O que eu vou armazenar nesse espaço?”; “Tudo que desejo guardar definitivamente cabe nesse espaço?”; “Quantas pessoas precisam estar sentadas?”; “Quais equipamentos eletrônicos serão utilizados?” devem ser levadas em consideração logo no início. “Após essas e tantas outras questões validaremos o lado estético, verificando os revestimentos e cores que mais lhe agradam e assim por diante”, explica.

 

A principal dica para estabelecer harmonia entre móveis e espaço é sempre a proporção dentro do ambiente. E enganam-se aqueles que pensam que apenas um espaço grande possui potencial para bons projetos. As pessoas que possuem um imóvel pequeno também podem usar e abusar da decoração.

 

“Ambientes pequenos possibilitam grandes transformações positivas. Ao adquirir um mobiliário estes ambientes, é necessário atentar que além de bonito ele não traga acidentes domésticos no caso de pontas ou mesmo vidros e espelhos em pontos frágeis. A circulação é inevitável e deve ser buscada com muita sabedoria”, diz.

 

Para valorizar ainda mais os ambientes, é interessante apostar em ótimo projeto luminotécnico. Sem a luz correta, os revestimentos ou mesmo mobiliário não vibram como devem vibrar, mesmo custando um pouco mais. “Iluminação nos traz sensações e, sem dúvida, é a base cenográfica criada para valorizar um projeto”, pontua. Hoje existem diversas alternativas de iluminação como a tecnologia de LED, que une padrão estético elevado e economia no gasto de energia.


Por falar em sensações e iluminação, as cores também possuem um papel importante na decoração da casa. Conforme Moreno, cores e móveis estão absolutamente vinculados. “Não existe um móvel sem cor, mesmo que não seja uma cor maciça. A peça colorida será sempre fundamental para a elaboração de um estilo”.

Dicas do Moreno

Para acertar em cheio na decoração do ambiente, seja ele residencial ou comercial, siga as dicas do Moreno.

 

- Contrate os serviços de um designer de interiores;

- Aposte nas cores dos objetos;

- Escolha móveis que estejam alinhados ao seu gosto;

- Entenda que, às vezes, os móveis devem respeitar a funcionalidade do espaço;

- Invista em um projeto luminotécnico interessante;

- Pratique o desapego. Alguns móveis velhos podem não servir mais para o novo projeto;

- A melhor maneira de acertar na decoração é estabelecer a harmonia entre proporção e funcionalidade.

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.