Quarta-Feira | 5 de Agosto de 2015 | 15h4

PARA SABOREAR UM CHARDONNAY BRASILEIRO

O inverno este ano, pelo menos aqui em São Paulo, tem sido bastante adverso, o frio de verdade mal apareceu e nos intervalos entre as temperaturas mais amenas temos tido dias de um calorzinho gostoso e convidativo a uma boa e fresca taça de vinho branco.

E foi num dia assim, com um solzinho levemente quente que resolvemos abrir o presente que ganhamos de nosso amigo Pedro (Vinhos e Vinhos), um Chardonnay Reserva da Casa Venturini.

Um vinho de respeito, com várias premiações! Há 6 anos consecutivos um sucesso na Avaliação Nacional de Vinhos brasileiros (ficando sempre na lista dos 16 mais), além de ter uma medalha de prata no 10º Concurso de Bacchus em Madri e uma menção honrosa no internacional Wine Challenge.

vinho branco chardonnay

Chardonnay Reserva 2014 da Casa Venturini

Por tudo isso mas principalmente pela diversão achamos que esta garrafa merecia uma nova receita feita especialmente para sua degustação.

Os vinhos de Chardonnay, quando não passam por carvalho, vão bem com carnes brancas, peixes e frutos do mar, queijos leves, saladas e dependendo do preparo podem ser também uma boa companhia para algumas pastas e risotos. Já para os rótulos que tem passagem em madeira, principalmente se bem marcada, a indicação é acompanhar o vinho com queijos mais fortes, pratos a base de peixes defumados ou com molhos a base de leite de coco ou nozes.

No caso do nosso Chardonnay, que não tem madeira, os aromas principais eram de frutas brancas, em especial melão, dando ao vinho leveza, frescor e um ótimo equilíbrio do toque doce no nariz com a acidez na boca.

Pensando nisso decidimos fazer um risoto de frutos do mar com leve toque de limão. A ideia era seguir a mesma linha fresca e leve do vinho. Mas como sempre gostamos de inventar alguma moda rs, fizemos o prato com arroz negro ao invés de arroz para risoto.

O arroz negro fica um pouco mais firme, o que dá ao risoto uma textura mais interessante e deixa o prato mais vivo e colorido além de um sabor levemente amendoado.

Mas não se preocupe, caso não ache ou não goste do rizzo nero você pode fazer o risoto com arroz Arborio ou Carnaroli mesmo.

Ingredientes (para 02 pessoas)

1 ½ xícara de chá de arroz negro

200ml vinho branco (nós sempre usamos no preparo o mesmo vinho que será servido, mas não obrigatório)

1 cebola média picada

1 dente de alho

Suco de ½ limão siciliano grande (não jogue fora depois de tirar o suco pois irá usa-lo para fazer o caldo)

Ervas para temperar peixe, podem ser frescas ou secas

1 colher de chá de lemon pepper – temperinho com picância da pimenta do reino e leve sabor de limão (se não tiver este tempero use mais suco de limão, aproveite a outra metade)

1 litro d’água

Sal e pimenta a gosto

400g de frutos do mar diversos (sugestão: use o kit congelado para Paella)

¼ xícara de azeite de oliva

Preparo

Tempere os frutos do mar com as ervas, sal, lemon pepper e pimenta do reino a gosto. Acrescente o suco de ½ limão e metade do azeite de oliva (se não usar o lemon pepper, coloque o suco do limão inteiro).

Preparo frutos do mar (Copy)

Preparando os frutos do mar, temperos e azeite aromatizado com limão.

 Numa panela média, em fogo médio, coloque uma camada fina de azeite, e despeje os frutos do mar e deixe cozinhar até que soltem bastante água. Fique ligado pra não deixar muito tempo, mais ou menos 2 a 3 minutos. A água não deve secar pois isso pode deixa-los borrachudos.

Retire os frutos do mar e reserve.

Em outra panela coloque o caldo do cozimento dos frutos do mar, acrescente a água e aquele limão espremido que falamos lá em cima pra você não jogar fora. Se quiser coloque um pouco mais de sal e pimenta do reino, deixe ferver.

Enquanto isso, na mesma panela que cozinhou os frutos do mar refogue o alho e a cebola em azeite. Quando começarem a ficar dourados acrescente o arroz negro e refogue por uns 2 minutos. Acrescente o vinho e mexa até secar.

Como o arroz negro demora um pouco mais para cozinhar, a partir daqui você tem duas possibilidades:

1- Despeje toda a água do caldo, tampe a panela e deixa cozinhando em fogo médio por 25 a 30 minutos.

ou

2 – Vá despejando o caldo aos poucos e mexendo, como na preparação do risoto convencional. Nós gostamos do ritual de ficar cuidando da comida então sempre usamos este segundo método.

Em ambos é importante ir provando e se necessário acertar o sal e demais temperos.

Agora, um aviso importante, não espere um arroz molinho. Este tipo de arroz é mais durinho mesmo (al dente). Ele estará no ponto quando os grãos começarem a abrir (tipo pipoca, só que bem menor).

Arroz pronto. Agora monte o prato acrescentando os frutos do mar por cima e finalize com azeite de oliva. Outra opção é usar um azeite aromatizado com limão, fica perfeito.

arroz negro com frutos do mar e vinho branco

A melhor parte, hora de comer!

Voilá, hora de curtir o prato com o vinho!

Pra gente o casamento da receita com o Chardonnay foi bem feliz, o aroma doce com o acidinho de boca provocado pelo limão ficou bem gostoso e a proposta de frescor do prato cresceu bastante com o vinho.

Pra sobremesa fomos de Brie derretido com geleia, mas esta é uma receita para um outro papo ?

Se quiser, seguem nossas indicações para compra dos ingredientes e do vinho: 

O vinho – Chardonnay Casa Venturini você encontra na vinhosevinhos.com

O arroz negro, o lemon pepper e outros temperos (compramos na zona cerealista) mas da para comprar facinho, facinho pelo site casadesaron.com.br

Mauro & Tati

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.